27
Sáb, Mai

Rob Smedley, diretor de performance da Williams, segue acreditando na terceira colocação no Mundial de Construtores, objetivo inicial da equipe para 2016. Para isso, bater a crescente Red Bull é necessário – e possível, de acordo com Smedley. O dirigente reconhece que o FW38 deixa a desejar no começo da temporada, mas espera uma reação.

Em teoria, um terceiro lugar no grid de largada, levando o cenário atual da F1 e a ordem de forças, com a Mercedes melhor que todo o resto, seria para comemorar. Mas considerando que Kimi Räikkönen não teve a concorrência de Lewis Hamilton, que sequer acelerou no Q3 do treino classificatório do GP da Rússia, e de Sebastian Vettel, que foi punido e perdeu cinco posições no grid, ficar atrás até de Valtteri Bottas foi considerado um resultado bastante frustrante pelo piloto da Ferrari na tarde deste sábado (30).

Se dentro das pistas os pilotos brigam por vitórias e pódios, fora delas eles mostram um entrosamento e até amizade. O brasileiro Felipe Massa, da Williams, compartilhou nas redes sociais uma foto de um jantar na China com 18 dos 22 pilotos que disputam o Mundial de Fórmula 1 na temporada 2016 nesta quarta-feira. O atual campeão, Lewis Hamilton, da Mercedes, e o líder do Mundial, Nico Rosberg, também da Mercedes, estavam presentes na reunião. 

Rio Haryanto, o mais novo pay-driver da F1, já enfrenta sérios problemas para manter o pagamento dos patrocinadores em dia e garantir sua vaga na Manor. O governo da Indonésia, responsável pela verba da equipe, já deve o equivalente a R$ 16,7 milhões em pagamentos atrasados.

A vitória logo na estreia da Fórmula 4 animou muitos que torcem pelo retorno do sobrenome Schumacher à Fórmula 1, mas a entourage que cerca o filho do heptacampeão, Mick, é clara: a ordem é não queimar etapas e esperar o piloto estar maduro o suficiente para encarar o desafio de correr na categoria em que o pai dominou por tanto tempo.

Assine a nossa newsletter para receber gratuitamente notificações via e-mail de nossas promoções, eventos e novidades.