26
Sex, Mai

China revela policial robô que dá até choque em bandidos

Segurança
Ferramentas
Tipografia

A feira de eletrônicos Chongqing Hi-Tech Fair, na China, apresentou ao mundo um possível pioneiro na área de vigilância e manutenção da lei: um robô que atua como guarda ou segurança e é capaz até mesmo de conter multidões e ferir bandidos.

Com um design nada ameaçador, o AnBot é uma mistura do R2-D2, da saga Star Wars, com os Daleks, os inimigos de "Doctor Who". Porém, a atividade dele está mais para o próprio RoboCop.

O AnBot deve circular pelas ruas, cuidar da segurança da população durante eventos e até participar da luta contra eventuais manifestantes ou terroristas. Entre seus recursos, há câmeras com conteúdo transmitido direto para a polícia, um "botão de SOS" para chamá-la, tela sensível ao toque e navegação autônoma.

Com 77 quilos e 1,5 metro, ele é um concorrente de peso para bandidos — apesar de não ser exatamente veloz em possíveis perseguições. O AnBot tem uma velocidade máxima de 18 km/h, mas patrulha praticamente no ritmo de uma pessoa normal caminhando lentamente.

Só que existe uma função em particular, mas é de longe a mais polêmica. O AnBot terá uma "ferramenta de controle de tumulto usando cargas elétricas" — provavelmente algo parecido com um taser que dispara choque nos alvos. Ela só pode ser ativada remotamente por um controlador humano, mas armar uma máquina assim é sem dúvidas um passo perigoso.

Edward Snowden, o ex-técnico da CIA que contou ao mundo sobre a vigilância que o Governo dos Estados Unidos mantinha sobre toda a população, foi um dos que ficou assustado com a novidade, mesmo sem deixar o humor de lado. "Com certeza isso vai terminar bem", disse, ironizando as possibilidades futuras de uso, evoluções ou até eventuais erros que o policial mecanizado pode cometer.

 

 

© TecMundo

Assine a nossa newsletter para receber gratuitamente notificações via e-mail de nossas promoções, eventos e novidades.